Tecnologia

O que é sustentação e como funciona?

30 de Junho de 2020

por Marketing

Tempo de leitura: 5 min

Voltar

Entenda o conceito de sustentação em TI, suas atribuições e metodologias de trabalho

Qual o impacto de uma pane, de um bug ou de qualquer outro tipo de erro no ERP ou principal software de sua empresa hoje? Sem dúvida alguma, nós respondemos: simplesmente uma parada das operações. Mas quanto tempo você tem perdido por mês, com problemas como esses?

Por isso, só o controle ininterrupto de uma equipe de sustentação vai garantir a estabilidade e disponibilidade contínua dos sistemas ao longo do tempo.

Embora fundamental, quando bem-sucedido o trabalho de sustentação aparece pouco para os usuários que dependem dele. Talvez por isso poucos compreendam em todos os detalhes o que, como e onde trabalha a equipe de sustentação.

Isso é o que veremos neste post.

O que é sustentação?

Sustentação é o trabalho de suporte a toda a infraestrutura dos sistemas de TI, nos seguintes níveis:

  • Softwares: bots, sites, ERPs, CRMs e aplicativos;
  • Hardwares: data centers, servidores, computadores e equipamentos eletrônicos;
  • Redes: internet, segurança da informação e componentes de rede.

É, portanto, uma espécie de monitoramento e manunentação que permitirá a continuidade, disponibilidade e qualidade tecnológica da aplicação.

No dia a dia do profissional de sustentação, isso se traduz em uma série de tarefas distintas, que podem envolver tanto atualizações quanto correções de falhas quando elas surgem e até evoluções de infraestrurtura como migração para a nuvem.

Estão entre as principais atividades da sustenção:

  • Recepcionar e registrar todos os chamados de suporte (via telefone, e-mail, chat etc.);
  • Investigar e diagnosticar incidentes;
  • Solucionar todos os incidentes;
  • Encerrar chamados de suporte e solicitações dos usuários;
  • Acompanhar todo o ciclo de vida do incidente: da abertura até o encerramento, controlando os SLAs;
  • Identificar e registrar workarounds;
  • Aprovar ou rejeitar a correção;
  • Manter atualizada a base de conhecimento com as soluções;
  • Monitorar a satisfação dos usuários em relação aos atendimentos.

Como funciona a sustentação em TI na prática

Vimos acima que a sustentação lida com todos chamados de suporte, de ponta a ponta. Porém, nem todos os chamados são iguais em termos de relevância e complexidade. Por isso, há vários níveis de atendimentos.

No primeiro nível são resolvidos os problemas básicos – a maioria das solicitações.

Caso não seja resolvido no primeiro nível, a solicitação avança para o segundo nível de suporte. Aqui é realizada uma investigação mais aprofundada, que normalmente redunda em uma melhoria no sistema.

A solicitação pode avançar ainda para um terceiro nível de complexidade, se sua resolução for muito difícil e requerer um conhecimento extremamente especializado. Veja o resumo na figura abaixo:

níveis de complexidade processo de sustentação

Gestão do processo de sustentação: o SLA

A passagem de nível dos chamados assim como outras questões que garantem a transparência de todo o processo de sustentação de sistemas – tais como tempo de atendimento e solução – são abordadas e detalhadas em um documento chamado SLA - Service Level Agreement ou, em português, Acordo de Nível de Serviço.

Com o Acordo de Nível de Serviço, a organização garante um padrão de priorização dos atendimentos, de acordo com a necessidade, bem como de tempo de resposta, desempenho e relatórios, reduzindo conflitos e simplificando a prestação do serviço.

Governança de TI: frameworks de gestão

Para garantir a execução do SLA, seja com fornecedor externo ou equipe interna, as equipes de sustentação adotam algumas metodologias. Vamos falar abaixo das que nossos times de sustentação adotam.

1. ITIL – Information Technology Infraestructute Library

A ITIL é o acrônimo de Biblioteca de Infraestrutura e Tecnologia da Informação, isto é, um acervo de boas práticas em gerenciamento, processos, entrega e comunicação em serviços, garantindo eficiência, previsibilidade, consistência e, portanto, geração de valor para o cliente. Para isso, ele atua em quatro dimensões:

  • Organizações e pessoas
  • Informação e tecnologia
  • Parceiros e fornecedores
  • Fluxos de valor e processos.

Destas, saem 34 práticas de gerenciamento, no âmbito geral, do serviço e técnico.

Apesar de ter sido criado nos anos de 1980, o ITIL já está na sua quarta atualização, a última das quais lançada em 2019.

2. COBIT – Control Objectives for Information and related Technology

O COBIT – Objetivos de Coltrole para Tecnologia da Informação e Áreas Relacionadas é outro framework de boas práticas de controle de recursos de TI. Sua arquitetura é baseada em quatro funcionalidades:

  • Planejar e organizar
  • Adquirir e implementar
  • Entregar e suportar
  • Monitorar e avaliar.

Cada um dessas funcionalidades se desdobra em processos, que por sua vez são desdobrados em pontos de controle, o que garante que o time de sustentação utilize o que precisa.

Bem conhecida e amplamente utilizada, a metodologia foi criada em 1996 e, desde então, atualizada cinco vezes. Nesta quinta atualização, ela permite uma integração com a ITIL.

Fazer internamente ou terceirizar a sustentação de TI?

A sustentação de TI é um trabalho imprescindível, mas que toma bastante tempo, energia e foco que poderiam estar sendo dedicados pela equipe ao negócio. Isso sem contar a contratação de profissionais e orquestração da operação do time.

Em virtude disso, não é raro que as organizações fiquem em um difícil equilíbrio entre sustentação de TI e desenvolvimento estratégico.

Por desafios como esse, a contratação de fornecedores externos especialistas em sustentação tem sido a escolha de boa parte das organizações. Que veem vantagens como:

  • acesso facilitado à equipe de especialistas, sobretudo para níveis maiores de atendimento;
  • garantia de cumprimento de SLAs;
  • adoção das melhores práticas em sustentação, com base em frameworks consagrados como ITIL e COBIT;
  • maior satisfação dos usuários; e
  • foco maior em inovação da equipe interna.

Terceirizar a sustentação de seus sistemas com a Supero TI

Aqui na Supero, formamos times especializados para fazer a sustentação de seus sistemas de TI, do primeiro ao terceiro nível de atendimento, para que o seu time de TI se dedique ao negócio.

Para conhecer melhor, converse com nossos consultores.


Escrito por Marketing

Outras Postagens

Crie soluções personalizadas e integradaspara todas as áreas da sua empresa

Quero Saber mais

Fique Atualizado Assine nossa Newsletter

Oportunidades Participe dos melhores projetos!

Se você está em busca de um ambiente descontraído, cheio de oportunidades de crescimento e em constante evolução, confira as oportunidades!

Saiba Mais

Cadastro por interesse

Nosso time está pronto para entender o seu negócio e auxiliá-lo a encontrar a melhor solução.

Deixe seu melhor e-mail abaixo que entraremos em contato.

Indique este post para alguém...