Gestão

Como usar a análise de dados na tomada de decisões?

16 de Abril de 2020

por Marketing

Tempo de leitura: 5

Voltar

Entenda o que é, para que serve e como usar a análise de dados nas decisões de negócios da sua empresa

Houve um tempo em que a tomada de decisões no mundo dos negócios era feita baseada na intuição dos executivos. Não à toa criou-se a ideia dos superexecutivos, donos de uma percepção apurada, capazes de tomar as decisões certas no momento oportuno e de mobilizar seus times para executá-las. Sonho de toda a organização.

Justamente por ser um sonho, algo pouco viável e pouco sustentável. Até porque esse superexecutivo, se existisse, seria disputadíssimo e bem difícil de encontrar. Ou melhor, ele existe e está disponível, mas só quando tem tecnologias de análise de dados nas suas mãos e sabe o que fazer elas. E hoje isso é possível graças aos avanços do machine learning e a digitalização dos dados.

Falar em análise de dados já não é novidade. Ao contrário: é um assunto que vem ganhando cada vez mais espaço no mundo dos negócios. De acordo com a Gartner, até 2022, 90% das estratégias corporativas mencionarão explicitamente os dados como ativos determinantes para seus os resultados. Hoje, esse valor é de 50%. Então, está na hora de começar.

Neste artigo, vamos entender o conceito de análise de dados, para que ela serve e ainda como estruturar essa análise dentro do meu negócio.

webinar data science do zero

O que é análise de dados

A análise de dados faz parte do que se chama de ciclo da inteligência de mercado, um programa amplo que envolve:

  • Identificação das necessidades em inteligência da organização
  • Pesquisa e coleta dados
  • Análise de dados
  • Transformação em conhecimento e
  • Disseminação entre os decisores.

A análise de dados, entre a pesquisa e coleta de dados e a transformação deles em conhecimento, é o tratamento que cruza vários dados para gerar correlações significativas entre eles e relatórios. Para isso, ela aplica algoritmos, de tal como que, como afirma Kai-Fu Lee, especialista em IA:

A análise é ótima para encontrar aquelas relações e padrões escondidos que nós não podemos ver facilmente ao minerar toneladas de dados. […] oferece uma nova maneira de resolver seus problemas que você não encontraria facilmente sem análise.  

Para que serve a análise de dados

Os primeiros beneficiários da análise de dados são os decisores. Se completo, o ciclo da inteligência de mercado é uma forma organizada de obter insumos que vão auxiliar a tomada de decisão em todas as áreas do negócio: gestão, ferramentas, operações, marketing, vendas etc.

A análise de dados pode atender a projetos estratégicos, vinculados à visão de futuro da organização e, portanto, à oferta de subsídios para a cúpula organizacional.

Mas também pode atender a necessidades específicas de projetos operacionais, sendo útil a líderes de setores, mas não necessariamente à direção.

Em um terceiro modelo, a análise de dados pode ser híbrida, com conhecimento servindo tanto a decisões estratégicas quanto táticas.

Como fazer análise de dados

1. Defina o lugar da análise de dados na sua estratégia

A análise de dados não é um fim em si mesmo, mas um meio para um fim, a saber: encontrar as respostas a nossas perguntas. Para isso, você levantará algumas hipóteses e as validará por meio de ciência estatística.

Uma dificuldade muito comum nas organizações é tomar todo o tipo de dado possível ou então querer que os cientistas de dados determinem que tipo de dado deve ser analisado.

O time de análise de dados não necessariamente tem conhecimento prático do negócio. Por isso, precisa ser especificamente guiado para resolver os problemas da organização. Sem saber exatamente o que deve fazer, a análise de dados não vai gerar valor.

2. Tenha capacidade de resposta e proatividade

A análise de dados pode ser uma maneira de identificar tendências e padrões, mas no começo do projeto é melhor usá-la para fornecer respostas para as perguntas dos líderes sobre gargalos e dificuldades.

Em artigo para a Harvard Business Review, o professor da Data Analytics da Kellogg School of Management Tom O’Toole recomenda:

Identifique um pequeno número bem definido de problemas de alto impacto e facilmente endereçáveis, e você conseguirá produzir valor com evidência.

Com o tempo, depois de provar o modelo, para benefício da organização, a análise passa a se integrar a todos os âmbitos organizacionais: estratégias, processos e negócios, tornando toda a organização data-driven.

3. Trabalhe um mindset data-driven

A qualidade dos dados analisados, sejam dados primários - produzidos dentro e pela empresa - ou secundários - buscados em bancos - garante a possibilidade de chegar a análises e estudos confiáveis para a geração de inteligência.

Para isso, vecê deve imbuir os colaboradores de um mindset data-driven. Do contrário, alguns líderes farão um bom uso da ferramenta, enquanto outros nem tanto e, inclusive, vão buscar maneiras de evitá-la.

A adesão fragmentada também afeta a possibilidade de escala a análise de dados para toda a organização e de ampliar a geração de valor.

4. Tenha as ferramentas certas

Para viabilizar a análise de dados é preciso ainda compatibilizar sua estrutura de TI. Isso não se dá de uma vez só. Principalmente, quando existem sistemas de dados legados e muitos problemas para resolver.

ERPs, CRMs, softwares de gestão, todas os seus sistemas devem ser integrados. Informações compartimentadas não gerem inteligência, mas confusão.

5. Garanta a segurança

A análise de dados tampouco se dá desconectada das discussões sobre segurança da informação e a confidencialidade.

Outro ponto a que Tom O’Toole chama a atenção: a análise de dados aumenta o nível de transparência da organização. Inevitavelmente, você será confrontado com informações desagradáveis e inesperadas, como ineficiências organizacionais e erros de suas lideranças. Ignorá-las pode diminuir o valor da análise de dados.

Vantagens da análise de dados para os negócios

Para você entender como a análise de dados é importante dentro de um negócio, selecionamos as principais vantagens que uma empresa obtém ao investir nesse processo:

  • Há maior segurança ao investir;
  • É possível antever tendências e se preparar para elas;
  • Pode-se estar à frente dos concorrentes;
  • Criar uma diferenciação de mercado;
  • Elevação do posicionamento da marca;
  • Aperfeiçoamento da experiência do consumidor;
  • Identifica-se problemas com antecedência;
  • Maior efetividade do negócio;
  • Conhecimento de mercado mais aprofundado;
  • Aumento de resultados da empresa.

Basicamente, investir na análise de dados é levar um conhecimento que pode ser aplicado para que sua empresa melhore de forma positiva em busca do sucesso, tudo através de planejamento e estratégias, sempre considerando todos os fatores de impacto aos quais sua marca está sujeita. Uma forma promissora de conquistar o sucesso da sua marca.

Use os dados que você já gera a seu favor

Suas operações geram dados. Por que não utilizá-los a seu favor? A tecnologia ajudará você a chegar a eles, a higienizá-los e a traduzi-los em conhecimento que será articulado em sua tomada de decisão, com menos risco e maior geração de valor.

Ainda está com dúvidas sobre se a análise de dados é uma boa opção para você?

Conheça nossa solução em data science. E traga sua demanda para nós, sem compromisso!


Escrito por Marketing

Outras Postagens

Crie soluções personalizadas e integradaspara todas as áreas da sua empresa

Quero Saber mais

Fique Atualizado Assine nossa Newsletter

Oportunidades Participe dos melhores projetos!

Se você está em busca de um ambiente descontraído, cheio de oportunidades de crescimento e em constante evolução, confira as oportunidades!

Saiba Mais

Cadastro por interesse

Nosso time está pronto para entender o seu negócio e auxiliá-lo a encontrar a melhor solução.

Deixe seu melhor e-mail abaixo que entraremos em contato.

Indique este post para alguém...

Inscreva-se em nossa newsletter.