Agroindústria

Saiba quais os benefícios da Indústria 4.0 na agroindústria

21 de Janeiro de 2020

por Marketing

Tempo de leitura: 6 minutos

Voltar

Com ferramentas de Big Data, Machine Learning, IoT e Cloud Computing, a indústria 4.0 aumenta a produtividade da agroindústria e traz diversas vantagens

O mundo já experimentou diversas revoluções industriais. No século XVIII, tivemos a Indústria 1.0, caracterizada pela mecanização da produção e a energia a vapor. Na Indústria 2.0, foi a vez a produção em massa e da energia elétrica. No século XX, a febre foi a produção automatizada usando eletrônicos e tecnologia da informação. E hoje estamos vivenciando a nova revolução, denominada de indústria 4.0.

Caracterizada pela produção inteligente, a indústria 4.0 consiste na “aplicação da tecnologia digital em todos os aspectos da sociedade humana”. Isso significa que ela vem sendo incorporada mesmo nos setores mais tradicionais da economia, como a agroindústria.

Buscando encontrar novas formas de tornar os negócios mais eficazes e competitivos, as tecnologias envolvidas na indústria 4.0 chamam a atenção por sua capacidade de captar e traduzir informações e de conversar entre si. A partir dessa troca, elas conseguem agir em conjunto para aumentar a produtividade agrícola e agroindustrial, potencializando os resultados

Quer saber quais são os benefícios da indústria 4.0 para o agronegócio?

superocast - lean thinking

As tecnologias da indústria 4.0

A nova revolução industrial é composta, principalmente, por quatro tecnologias: IoT (internet das coisas), Machine Learning, Big Data e Cloud Computing. Esses recursos interagem entre si, trocando e traduzindo informações que melhoram algum aspecto do negócio.

Leia mais: Indústria 4.0: origem, princípios, conceito, tecnologias, vantagens e desafios

Vamos ver cada um deles:

IoT 

A internet das coisas se refere à capacidade dos sensores, máquinas e processadores conversarem entre si através de qualquer rede com aplicações. 

Vamos a um exemplo: com IoT, é possível criar um sensor que mensura a umidade e temperatura do solo para, com esses dados, planejar um processo de irrigação mais eficiente.

Machine Learning

O aprendizado de máquina é basicamente o que o seu próprio nome diz: baseando-se apenas nas informações que estão armazenadas em seu banco de dados, o maquinário pode “aprender sozinho”. Não há necessidade de programação prévia.

Por exemplo, após um longo período coletando dados sobre o plantio, é possível identificar os melhores momentos para a colheita com precisão.

Big Data

Este pilar da indústria 4.0 talvez é um dos temas de tecnologia mais falados nos últimos anos. E não por acaso. O Big Data consiste em um conjunto de ferramentas capazes de coletar, tratar e analisar um grande volume de informações, munindo as empresas de dados valiosos para extrair insights.

No agronegócio, é utilizado em todas as etapas da cadeia produtiva, ajudando o gestor a tomar decisões de forma mais assertiva. 

Cloud e Edge Computing

Por fim, temos as soluções Cloud e, sobretudo quando aliada à IoT, a Edge Computing, que são responsáveis pela armazenagem e processamento dos dados captados pelos sensores. As informações capturadas pelas outras tecnologias ficam guardadas na nuvem e podem ser acessadas de qualquer lugar e dispositivo, desde que se tenha acesso à internet. 

infográfico jornada para a cloud computing

4 vantagens da indústria 4.0 na agroindústria

Entre os principais benefícios, estão:

1. Tempo de percepção

O uso de sensores no agronegócio possibilita a digitalização das atividades. Quando combinada com a conectividade dos sistemas, as informações são imediatamente disponibilizadas para serem tratadas através de um sistema que rapidamente alerta os envolvidos e interessados da ocorrência. Isso pode acontecer via alarmes, e-mail, mensagens instantâneas, etc.

Com isso, tem-se um conhecimento maior de tudo o que está acontecendo nas operações cotidianas. Considerando o tamanho e a proporção das fazendas, o ganho de velocidade no tempo de percepção é uma dor que consegue ser minimizada com a indústria 4.0.

2. Operação em tempo real

Graças à internet das coisas, à edge computing e ao big data, já se pode obter, analisar e tratar dados em tempo real, garantindo maior eficiência nas tomadas de decisão do negócio. Ou seja: a maioria dos processos do seu negócio poderão ser feitos de forma mais ágil, aumentando significativamente a produtividade.

3. Descentralização

É claro que as empresas do agronegócio ainda possuem um time responsável por grandes decisões, mas com as máquinas funcionando sob as ordens da inteligência artificial, algumas decisões poderão ser tomadas pelo próprio sistema (é claro, sempre de acordo com as necessidades da indústria).

Com isso ganha-se mais rapidez e precisão em processos que outrora ficavam estagnados por tempo demais, descentralizando algumas responsabilidades do corpo diretor da empresa.

4. Segurança de dados

A agroindústria é um dos setores que move a economia do país, e portanto movimenta uma quantidade valiosa de informações. Esses dados devem ser protegidos de maneira adequada e com as tecnologias da indústria 4.0, especialmente o armazenamento remoto na nuvem, isso é possível. Elas ajudam a diminuir os riscos de ataques virtuais e de corrupção de informação. 

Para resumir os benefícios, vamos pensar na indústria alimentícia: a Indústria 4.0 ajuda a controlar melhor o transporte de mercadorias, diminuir custos com atrasos na entrega e com produtos fora do padrão de qualidade e aumentar a velocidade de resposta perante a deterioração de mercadorias durante o transporte. Ficou mais claro agora?

Como as tecnologias da Indústria 4.0 são usadas no dia a dia da agroindústria?

A tecnologia vem transformando a indústria agrícola há 50 anos. Na última década, vemos, junto com a mecanização e robotização, a busca por uma agricultura de precisão e inteligente, bem como sustentável e eficiente.

Leia mais: Como gerar sustentabilidade na agroindústria por meio da tecnologia

Se as possibilidades são várias, nada como ver quais são as atuais aplicações das tecnologias da Indústria 4.0 no agronegócio.

  • Tratores autônomos, guiados por GPS
  • Biotecnologia sendo aplicada para aumentar a eficiência da produção alimentícia
  • Drones que mapeiam pragas ou pontos de melhoria nos métodos de plantio, viabilizando o uso eficiente de defensivos
  • Irrigação inteligente por meio de sensores que avaliam a temperatura umidade da terra
  • Rastreabilidade da cadeia de suprimentos de alimentos

Se a sua resposta foi sim para alguma dessas práticas, então você já viu a atuação da indústria 4.0 no agronegócio e como ela pode impactar no ganho de produtividade das empresas do setor.

Use as tecnologias tecnologias da Indústria 4.0 para se destacar na agroindústria

De acordo com um levantamento feito pela Comissão Brasileira de Agricultura de Precisão (CBAP), 69% das propriedades agrícolas do Brasil utilizam algum tipo de inovação tecnológica em sua produção. E a sua organização faz parte dessa estatística?

De fato, o agronegócio tem puxado a caminhada do Brasil na quarta revolução industrial.

A Supero possui soluções personalizadas que podem ajudar você a impulsionar ainda mais os seus resultados no agronegócio. Para saber mais, entre em contato conosco.

Para receber artigos sobre tecnologia em sua caixa de entrada, assine a nossa newsletter!


Escrito por Marketing

Outras Postagens

Crie soluções personalizadas e integradaspara todas as áreas da sua empresa

Quero Saber mais

Fique Atualizado Assine nossa Newsletter

Oportunidades Participe dos melhores projetos!

Se você está em busca de um ambiente descontraído, cheio de oportunidades de crescimento e em constante evolução, confira as oportunidades!

Saiba Mais

Cadastro por interesse

Nosso time está pronto para entender o seu negócio e auxiliá-lo a encontrar a melhor solução.

Deixe seu melhor e-mail abaixo que entraremos em contato.

Indique este post para alguém...

Inscreva-se em nossa newsletter.