Varejo

7 Estratégias de gestão de pessoas para aplicar no segmento de varejo

7 de Janeiro de 2020

por Supero

Tempo de leitura: 7 minutos

Voltar

Reter e engajar talentos no segmento de varejo é um desafio, mas essas práticas de gestão de pessoas vão te ajudar a superá-lo 

Fazer uma boa gestão de pessoas é essencial para a sobrevivência de qualquer empresa. Afinal, os colaboradores estão entre os recursos mais valiosos dos negócios. 

No segmento do varejo, em especial, é preciso ter funcionários motivados e capacitados para operar máquinas, extrair insights de análises, pensar em novas soluções, atender e se relacionar com os consumidores. Por ser um setor altamente dinâmico e pouco previsível, com uma demanda constante por intervenção humana, ter uma alta taxa de turnover pode ser muito prejudicial ao bom funcionamento da empresa. 

Os custos de perder um colaborador são significativos, pois envolvem não só as despesas diretas (como rescisões) mas também as indiretas, que vão desde a perda de cultura até a quebra de relacionamento com o cliente. Por isso, ter estratégias claras de recursos humanos é vital para reter talentos e manter a saúde do negócio.

Ficou interessado em saber mais? Então veja nas próximas linhas 7 estratégias de gestão de pessoas que você pode começar a implementar na sua empresa varejista hoje mesmo para colher bons resultados.

1. Plano de carreira

Muitas vezes os funcionários enxergam no varejo uma opção de trabalho passageira, até “encontrar algo melhor”. Mas se esse pensamento existe, é porque não foram lhes apresentadas oportunidades de crescimento e melhoria dentro da empresa. 

O segmento do varejo vem provando que está se profissionalizando e demanda por uma mão de obra qualificada. Por essa razão, as organizações desse segmento precisam estar preparadas para atrair esses profissionais . É preciso desenvolver planos de carreira, com cargos, salários e acompanhamento, para que os colaboradores vejam que a possibilidade de ir além existe.

O McDonald’s, por exemplo, é conhecido por desenhar um plano de crescimento para os funcionários. Em alguns anos a companhia chegou a promover 10% do seu corpo corporativo.

2. Investimento em capacitação

O único modo de se ter profissionais confiantes e preparados para atender às diversas demandas do varejo é por meio da capacitação. É claro que algumas habilidades são desejadas na hora da contratação, mas faz parte do escopo da empresa fornecer um ambiente que desenvolva ainda mais os seus colaboradores. 

O varejista precisa treinar seus funcionários e criar no negócio uma cultura de capacitação. Nessa relação, todos saem ganhando: o cliente tem sua experiência melhorada, a equipe ganha maior conhecimento acerca dos produtos e da operação, e o resultado é o aumento da satisfação de todos os lados.

Portanto, crie uma agenda de treinamento na sua empresa. Chame consultores, palestrantes, ou financie cursos online sempre que possível. Lembre que fomentar o aprendizado é parte fundamental de uma boa gestão de pessoas.

3. Mentorias

É extremamente importante que os colaboradores tenham um norte. Seja o gestor direto da área ou não, todo funcionário da empresa deve ter um mentor para auxiliar no seu desenvolvimento. 

Ao mentor caberá analisar, junto ao profissional, seu desempenho e pontos de melhoria. O interesse das reuniões de mentoria deve ser genuíno; o mentor precisa se preocupar com a carreira do mentorado. Afinal, uma melhor performance do time acarretará em melhor performance da empresa.

4. Cultura de feedback 

Em startups e empresas de tecnologia, a cultura de feedback já está enraizada e parece algo básico. Mas em outros segmentos mais tradicionais, como é o caso do varejo, muitas vezes essa prática não se faz presente.

Pode parecer algo simples, mas criar o hábito de dizer quando alguém fez algo bom pode melhorar muito a sua motivação no trabalho. É claro que quando algo for feito da maneira errada, também deve-se dar um feedback; mas o importante aqui é encontrar a maneira correta de passar a mensagem. 

E o melhor é que essa prática é simples: você pode começar a aplicá-la agora mesmo na sua gestão de pessoas. Da próxima vez que notar uma atitude de destaque, não hesite em valorizá-la por mais óbvio que seja.

5. Políticas de incentivo 

O ser humano trabalha por recompensa. Quanto maior for a recompensa, maior será o esforço. É mais ou menos essa a ideia que faz com que times comerciais estabeleçam metas. Mas a aplicação dessa lógica não precisa se restringir às vendas. Todos os funcionários no varejo podem se beneficiar disso. 

Por exemplo, que tal criar um programa de indicação interno? Pode funcionar assim: cada vez que um colaborador ver uma atitude correta ou que chamou a atenção de um colega, ele indica esse nome ao gestor. No final do mês, a pessoa que tem mais indicações pode ganhar um prêmio (um voucher para almoçar em um restaurante legal com acompanhante, um fone de ouvido, enfim, use a imaginação!).

Além de motivar a equipe a dar o seu melhor, isso também fará com que os funcionários aprendam uns com os outros e sejam incentivados a se ajudar.

6. Transparência

O segmento de varejo possui muitas particularidades que fazem os recrutadores “maquiarem” os pontos negativos no momento da contratação ou durante a jornada do funcionário. O efeito esperado é o de não desmotivar os colaboradores, mas o que acontece é justamente o contrário: as pessoas podem se sentir traídas ou frustradas com a empresa.

Por isso, ser transparente desde o início é fundamental. Não tenha medo de apontar as “desvantagens” do negócio; mas esteja preparado para oferecer um retorno, algo que faça o trabalho valer a pena, ao funcionário. Aqui, motivadores podem ser outras estratégias que já citamos, como plano de carreira, mentorias, capacitação e até mesmo as políticas comentadas na seção acima. 

7. Alocações

Uma última estratégia que pode ajudar muito o segmento varejista é investir em alocações de profissionais de TI. Essa é uma boa saída principalmente para empresas que querem adotar inovações tecnológicas em seus processos e escalar suas operações com qualidade, garantindo eficiência e resultados para o negócio sem se preocupar com todo o processo de contratação e gestão de pessoas.

Esse é um exemplo de serviço oferecido pela Supero. Para saber mais sobre essa opção, entre em contato conosco. 

Se você gostou das nossas dicas compartilhe com os amigos que também precisam ficar por dentro desse tema. E para ler mais artigos sobre varejo, não deixe de acompanhar a tag varejo no nosso blog. 


Escrito por Supero Editor dos conteúdos do blog da Supero.

Outras Postagens

Crie soluções personalizadas e integradaspara todas as áreas da sua empresa

Quero Saber mais

Fique Atualizado Assine nossa Newsletter

Trabalhe Conosco Junte-se ao melhor Time!

Se você está em busca de um ambiente descontraído, cheio de oportunidades de crescimento e em constante evolução, venha para o Time Supero!

Saiba Mais

Cadastro por interesse

Nosso time está pronto para entender o seu negócio e auxiliá-lo a encontrar a melhor solução.

Deixe seu melhor e-mail abaixo que entraremos em contato.

Indique este post para alguém...