Tecnologia

SOA vs. microsserviços: como determinar qual é a arquitetura ideal?

11 de Março de 2021

por Gabriela

Tempo de leitura: 8 min.

Voltar

Conheça as diferenças entre SOA e microsserviços e saiba qual dessas arquiteturas de software se aplica melhor a seus projetos. 

Apesar de haver bastante comparação entre os conceitos de SOA e microsserviços, dizer que você usa SOA ou arquitetura orientada a serviços, tradução literal de service-oriented architecture, não é o mesmo que dizer que usa microsserviços. 

Embora possam convergir em alguns aspectos, ambos têm funcionalidades diferentes e usabilidades distintas dentro do ambiente de uma empresa.  

O SOA, resumidamente, é um padrão de arquitetura de software de baixo acoplamento que torna os componentes reutilizáveis, usando interfaces de serviços com uma linguagem de comunicação comum em uma rede. 

Já os microsserviços são uma abordagem arquitetônica e organizacional de desenvolvimento de software, que contém pequenos serviços independentes que se comunicam entre si. 

Leia mais: Microsserviços: conceitos, vantagens e desvantagens desse tipo de arquitetura. 

Assim, podemos dizer que, tanto em arquitetura orientada a serviços quanto em microsserviços há um nível de governança de serviços. No entanto, em SOA, ela é mais centralizada, criando geralmente padrões em torno de uma plataforma de tecnologia. 

Arquitetura Orientada a Serviços (SOA) 

Utilizada, geralmente, em grandes corporações, a arquitetura orientada a serviços contém integrações de dados e códigos necessários para executar uma função de negócios completa, em que os serviços podem ser acessados de maneira remota, sendo possível interagir e atualizá-los de forma independente. 

Entre os principais benefícios do SOA estão flexibilidade, agilidade e redução de custos na reutilização de serviços. 

Um dos componentes mais importantes da arquitetura orientada a serviços é o enterprise service bus (ESB), um barramento de serviços corporativos que disponibiliza com maior facilidade os serviços do sistema para os usuários e outras aplicações, acelerando os processos de integração. 

Embora não seja uma arquitetura nova no mercado, a evolução das políticas, regulamentações e modelos de negócios convergiram para que hoje o SOA fosse pensado como um fornecedor de soluções. 

Por isso, as organizações governamentais e comerciais têm tirado proveito dessa tecnologia, nos últimos anos, para se tornarem mais inovadores, ágeis e adaptáveis às mudanças. 

Com uma abordagem que facilita a criação de serviços de negócios interoperáveis e flexivelmente acoplados para fácil compartilhamento dentro das empresas e entre elas, o conceito de SOA extrai o valor da reutilização e agilidade possibilitadas por ele.  

Além disso, os sistemas implementados hoje sobrevivem a seus implementadores originais, na forma de aplicativos empresariais. 

Benefícios da SOA 

De modo geral, entre os principais benefícios da arquitetura orientada a serviços a serem destacados, estão: 

  • Diminuição do tempo de desenvolvimento, agilizando as entregas; 
  • Baixo acoplamento entre as partes do sistema, facilitando a manutenção; 
  • Isolamento da estrutura de um serviço, trazendo flexibilidade durante mudanças; 
  • Facilidade de agregar novas tecnologias a plataformas, agilizando as integrações de sistema; 
  • Possibilidade de reutilização de componentes, aumentando o retorno sobre os investimentos (ROI), com o reuso. 

Desvantagens da SOA 

Como desvantagens, o SOA pode aumentar a complexidade na governança, dada a grande quantidade de serviços que precisa ser gerenciada.  

Também é difícil conseguir ter “responsáveis” para cada serviço, pois muitos serviços são altamente reutilizáveis por diversos sistemas. 

A performance, de acordo com quem atua com o serviço, também é outro ponto preocupante, pois depende diretamente do servidor onde o serviço está publicado, como também da rede.  

Nesse modelo, a escalabilidade também precisa ser observada, pois em momentos de pico não se consegue facilmente criar novas instâncias de ESB. 

Outra questão da arquitetura SOA é a dificuldade de montar um modelo de DevOps, com equipes independentes (squads) e com autonomia no desenvolvimento, pois no DevOps, a implantação de um serviço, mesmo com falha, não afeta nenhuma outra parte do sistema, o que não é realidade do SOA, que propõe o máximo reuso de serviços. 

Se você tem problemas em performance operacional, acesse: 5 práticas DevOps que você pode implementar agora. 

Microsserviços 

Você já ouviu falar que adotar uma abordagem baseada em microsserviços para a criação de aplicações é a melhor solução? 

Pois é. Isso porque, diferentemente da abordagem tradicional monolítica, onde toda a aplicação é criada como um único bloco, os microsserviços são componentes independentes que trabalham juntos para realizar a mesma tarefa. 

No entanto, a arquitetura de microsserviços é mais complexa do que o mero acoplamento flexível das funções essenciais de uma aplicação. Trata-se da restauração de desenvolvimento e comunicação de modo a preparar a aplicação para falhas inevitáveis, escalabilidade futura e integração de novas funcionalidades. 

Assim, com a arquitetura de microsserviços, sua equipe e tarefas podem se tornar mais eficientes por meio do desenvolvimento distribuído. Além disso, é possível desenvolver vários microsserviços ao mesmo tempo, o que irá resultar em menos tempo gasto com desenvolvimento. 

Benefícios dos microsserviços 

Entre as 5 maiores vantagens dos microsserviços, podemos elencar: 

1. Lançamentos ágeis  

A arquitetura de microsserviços é compatível com implantações e atualizações mais ágeis devido aos ciclos de desenvolvimento reduzidos. 

2. Escalabilidade  

À medida que a demanda por determinados serviços aumenta, há possibilidade de implementações para atender a necessidade. 

3. Resiliência  

Como serviços independentes, os microsserviços não se afetam entre si. Portanto, se um elemento falhar o restante da operação permanece em funcionamento. 

4. Facilidade de implementação 

Como as aplicações baseadas em microsserviços são mais modulares e menores do que as em monolíticas tradicionais, as preocupações quanto às implantações são inválidas.  

5. Acessibilidade 

Como a aplicação é decomposta em partes menores, os desenvolvedores entendem, atualizam e aprimoram mais facilmente essas partes, resultando em ciclos mais rápidos. 

Quer saber mais sobre Como ter sucesso com microsserviços? 

SOA vs. Microsserviços: qual é melhor para o seu negócio 

Definir qual arquitetura de software é a melhor solução para o seu negócio vai depender do tipo de problema que você quer resolver.  

No SOA, os serviços são independentes da plataforma ou da tecnologia. Eles podem ser desenvolvidos usando qualquer linguagem de programação em qualquer sistema operacional, desde que se comuniquem entre si.  

O resultado disso é a integração com outros sistemas, serviços e aplicações. Contudo, toda a arquitetura orientada a serviços é baseada em padrões de comunicação. Então, apesar da interoperabilidade e diversidade de aplicações e serviços dentro de um mesmo produto, eles utilizam a mesma comunicação. 

Já o foco da arquitetura dos microsserviços é a independência. Eles não precisam, necessariamente, ser escritos usando a mesma linguagem de programação. Assim, os microsserviços são recomendáveis, principalmente, para projetos de alta complexidade, ajudando a antecipar entregas. 

Entretanto, os microsserviços demandam cuidados e esforços adicionais para manter sua gestão, governança e segurança operacional. 

Se bem implantados, tanto os microsserviços quanto o SOA trazem benefícios importantes para uma empresa.  

Para algumas empresas, o ideal é que eles coexistam, em um modelo de integração de dados híbrido, com cada um carregando suas vantagens e sendo utilizados para  projetos em que melhor se adaptam. Nesse caso, a experiência com as tecnologias pode ser a diferença entre as boas e as más decisões para seus projetos. 

Conte com um parceiro especializado em microsserviços e SOA 

Poder contar com uma empresa com expertise em arquitetura de software é a forma mais eficiente de garantir a criação de um modelo híbrido de integração de dados. 

Contando com líderes preparados nessas tecnologias e experiência sólida na contratação de TI, a Supero Tecnologia constrói a quatro mãos, com você, tanto a estratégia quanto a execução do projeto.  

Com isso, além de somar 17 anos de mercado e de conhecimento em projetos de players de vários segmentos, você soma a suas iniciativas: alto grau de comprometimento, velocidade, segurança e resolutividade. 

Assim, você reduz os custos e a burocracia dos seus projetos e alavanca os resultados de sua empresa. Para saber mais sobre essas soluções, conheça nossos serviços


Escrito por Gabriela

Outras Postagens

Crie soluções personalizadas e integradaspara todas as áreas da sua empresa

Quero Saber mais

Fique Atualizado Assine nossa Newsletter

Oportunidades Participe dos melhores projetos!

Se você está em busca de um ambiente descontraído, cheio de oportunidades de crescimento e em constante evolução, confira as oportunidades!

Saiba Mais

Cadastro por interesse

Nosso time está pronto para entender o seu negócio e auxiliá-lo a encontrar a melhor solução.

Deixe seu melhor e-mail abaixo que entraremos em contato.

Indique este post para alguém...

Inscreva-se em nossa newsletter.